APROFIR prepara estudo de viabilização de polo de irrigação no Vale do Araguaia

A Associação dos Produtores de Feijão, Pulses, Grãos Especiais e Irrigantes de Mato Grosso (APROFIR-MT), com um olhar para o futuro da irrigação no estado do Mato Grosso está em andamento com um projeto de estudo e viabilização hídrica, para a implantação de um pólo de irrigação na região do Vale do Araguaia, tendo como base o município de Canarana. 

Em visita recente em Canarana, o diretor executivo Afrânio Migliari destacou o potencial de expansão da região, em especial o município de Canarana, com uma demanda recente pela tecnologia da agricultura irrigada, e com uma grande projeção futura como mais um polo de irrigação no estado de Mato Grosso. “É uma região que necessita de um incentivo a irrigação, pois são muitos produtores de porte médio, que não tem para onde crescer suas áreas de plantio, e a ideia então é potencializar o trabalho deles que já são áreas que estão abertas, consolidadas e licenciadas. E com isso, oportunizar a estes produtores uma segurança de produção que a irrigação oferece sendo realizada da forma correta”, destacou. 

Além da esperada segurança de produção aos agricultores do Vale do Araguaia, Afrânio Migliari projeta também uma terceira safra, que trará mais rentabilidade na operação anual das fazendas. “Ainda tem esta opção de mais uma safra com feijões e demais pulses, e aí também entrando na cultura do gergelim, que estamos estudando e incentivando, e também com a possibilidade de melhorar a produção com a integração com a irrigação. Com a contratação de pesquisadores locais, que são especialistas, um da área de gergelim e o outro em máquinas e equipamentos para o cultivo e colheita da cultura”, explicou. 

E paralelo ao desenvolvimento da agricultura irrigada no Vale do Araguaia, a APROFIR em parceria com outras instituições como a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), também pretendem mapear por meio de estudos e pesquisas sobre a captação de águia local, o que possibilitará uma melhor obtenção do líquido, assim atendendo uma demanda dos município da região que sofrem com a escassez de água, melhorando o potencial de uso das águas nestes locais. 

Os projetos e estudos de ampliação da agricultura irrigada no estado, contam com a parceria da   secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Mato Grosso, que estrategicamente fomenta novas regiões de desenvolvimento e de polo de produção, como no caso do Vale do Araguaia.  ​

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *