Plantio de soja atinge 100% em MT sem registro de ferrugem asiática

O plantio da soja da safra 22/23 atingiu 100% da área estimada, conforme informações do boletim do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), divulgado nesta segunda-feira (05.12). As chuvas favoreceram grande parte das lavouras do estado, principalmente as que se encontravam em situação de alerta.

O prazo da semeadura encerra em 31 de dezembro, conforme estabelecido pela Instrução Normativa Conjunta Sedec/Indea n.º 001/2021, para prevenção e controle da ferrugem asiática da soja em Mato Grosso, em vigor devido à suspensão da Instrução Normativa Conjunta Sedec/Indea nº 002/2021, por ordem judicial.

A normativa também proíbe semear soja em sucessão à soja, na mesma área, no mesmo ano agrícola.

Segundo o Programa de Prevenção e Controle de Pragas de Importância Econômica do Indea, por enquanto não houve registro de ocorrência de ferrugem asiática durante o plantio. Os dados são colhidos pelos fiscais em campo ou informados pelos produtores rurais à autarquia. As informações estão disponíveis neste LINK..

“Somos o único estado do país a ter um painel de acompanhamento online, disponível no site oficial, para o monitoramento e controle das pragas de importância econômica. Além de um mecanismo próprio, também integramos o Consórcio Antiferrugem, um painel de monitoramento fruto da parceria público-privada no combate à ferrugem asiática da soja”, explicou o diretor técnico do Indea, Renan Tomazele.

Na safra passada 2021/2022, Mato Grosso registrou 262 casos de ferrugem asiática. Os fiscais do Indea colheram 553 amostras e 49,3% delas apresentaram o fungo causador da praga.

Das 272 amostras, 10 eram muito severas, 26 severas, 19 moderada, 168 leves e 49 apresentaram desfolha.

Cadastro dos produtores

Após o término do plantio, todos os produtores devem cadastrar suas Unidades de Produção junto ao Indea, de forma online ou presencial, até, no máximo, dia 15 de fevereiro, e controlar a ferrugem asiática da soja utilizando fungicidas registrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *